quinta-feira, 6 de novembro de 2008

RESPIRAR


Preciso respirar!
Não estou sufocado, ainda não. Mas preciso ver estrada, sair para algum lugar distante e fazer o que mais adoro nesses meus momentos: Sentir um pouco de novos ares para começar 2009 com tudo. Não amigos, eu não tenho dinheiro na conta, mas sou ousado para sair daqui e colocar o pé na estrada.
Não, não estou antecipando as coisas, esse ano realmente voou! Já está praticamente no fim, meu semestre também está indo embora (nunca achei que iria ficar tão feliz por isso acontecer, mas, sinceramente... nunca estive tão cansado e desmotivado).
Nessas horas em que a fadiga e o tédio chegam a porta, nada melhor que encher a mala de roupas, colocar os fones no ouvido e pegar a passagem no terminal. Comigo ainda é passagem, pois não tenho carro, ainda não.
Porém, não é a faculdade que mais satura, ainda são velhos conhecidos (problemas) que insistem em bater na porta. Engraçado que por mais que eu os dispense, esses seres abstratos teimam em querer ocupar espaço na agenda lotada. Mas, graças a Deus, boa parte de minhas neuroses eu joguei na lata de lixo neste ano de crescimento emocional. SANTO 2008!!! Olhei o lixeiro levar uma lata cheia de neuroses, ecaaaaa. Quero mais não, tó bem melhor hoje, com todo jeito andrezeliano de ser, versão 7.0.
Enfim, é difícil ter de escrever sem objetivar, mas estou sem saco para um tanto de coisas, louco para 2008 acabar logo, porque acho que esses 2 meses a frente ainda vão ser pancada de tanta coisa pra fazer. Tenho concursos para estudar, semestre para terminar e ainda pensar o que vou fazer nessa virada de ano para enfim respirar, tenho de viajar pow! Por mais que o céu azul impressione nessa primavera conquistense fazendo os dias ficarem mais bonitos, V. da Conquista cansa. Se não fosse alguns refúgios, sei lá o que seria de mim. Por enquanto vou escutando The Dandy Warhols - We Used To Be Friends ou Phantom Planet-California e lembrando da finada série THE.OC, uma das séries adolescentes que acompanhei de ponta a ponta. Sim, eu gostava de The OC, lá sim, a vida dos protagonistas era muito boa, as tramas as vezes eram bobinhas, mas quem disse que isso não era bom? Era entreternimento, justamente o que precisamos para deixar de lado as coisas sérias que ocupam boa parte do dia. Abraço!

(Na imagem, os eternos Ryan, Marissa, Seth, Summer)

Um comentário:

Miss. Tério disse...

Vamos RESPIRAR juntos!!!!
Também quero!