terça-feira, 23 de setembro de 2008

Começos!

Olá, boa noite! Obrigado, por estar aqui, seja você quem for! Tenho muito a agradecer, afinal, passou para dar uma olhadinha em minha primeira postagem nesse blog.
Não, não, não, nem pense que vou fazer um discurso ou longo relato sobre os motivos de ter começado a escrever, especialmente por não haver um motivo, apenas uma vontade de ter um lugarzinho virtual para expressões, sejam essas sobre minha vida, idéias, filosofia, ciência, psicologia, política ou qualquer coisinha desse mundão que vira mundinho. Engraçado, quando falei em lugarzinho, veio na mente logo a imagem de uma fazendinha, um lugarzinho bom, tranquilo, onde me sentiria bem. Espero muito que aqui se torne esse lugar!



Impossível não pensar em uma música da Elis Regina:
"Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais"

Ok... já estou estendendo demais esse relato para alguém que pouco queria falar... porém, vou resumir a minha presença aqui em uma palavra: VONTADE. Apenas isso, vontades que chegam e estimulam o cérebro e os dedos sobre o teclado.
Então... É muito legal estar aqui!
Me desejem sorte nessa empreitada. Um abraço a todos!

Um comentário:

Miss. Tério disse...

And,
É assim... o mundão vira mundinho e o mundinho vira um munsão! Adorei o seu começo e sempre estarei aqui para ler as suas palavras e sentir mais orgulho do que vejo! (ou melhor, leio!)
Não só vontade faz o texto mas também nos deixa à Vontade e com mais vontade de ficar por aqui!
Beijocas...